Menu
viagem

Viagem: como se organizar financeiramente para curtir muito

1 ano ago 0 18

Planejar uma viagem é sinônimo de conhecer lugares novos, vivenciar culturas diferentes e aprender coisas que sempre acrescentam na vida de uma pessoa. Só que o processo de planejamento pode ser muito complicado para quem não tem a prática.

Existem pessoas que simplesmente amam planejar uma viagem, enquanto outras acham tudo isso um transtorno. Só que sem planejamento, os gastos aumentam, as dificuldades aparecem e o viajante corre o risco de não aproveitar direito.

Na vida, o planejamento é algo essencial em qualquer situação. Por exemplo, uma pessoa planeja suas finanças, planeja um casamento, planeja a festa de aniversário dos filhos, planeja o início da faculdade, planeja o fim de semana e outros gastos e atividades.

O planejamento é muito importante para determinar como as coisas vão acontecer, e quando se trata de viagem, um dos elementos mais importantes dentro dele é o dinheiro.

A parte financeira precisa estar muito bem estruturada para lidar melhor com imprevistos, evitar constrangimentos e ter dinheiro suficiente para viajar com tranquilidade.

Pensando nisso, este artigo vai explicar como planejar uma viagem, como se planejar financeiramente para isso e falar um pouco sobre a importância de viajar.

Como planejar uma viagem?

Para planejar uma viagem adequadamente, existem alguns fatores importantes que precisam ser considerados. São eles:

  • Definir um orçamento;
  • Escolher a data;
  • Escolher o destino;
  • Definir a duração.

Algumas pessoas acham que compensa muito pagar a viagem toda no cartão de crédito, mas é sempre muito melhor ter um orçamento disponível para pagar pelo menos a metade.

Não importa se a viagem é de férias ou a trabalho, como no caso de uma empresa que precisa enviar seus colaboradores para um treinamento comportamental. Ter um orçamento definido é imprescindível.

Com base nisso, a primeira coisa que a pessoa deve considerar é o quanto pode gastar na viagem, sem comprometer o dia a dia quando tudo acabar.

Pessoas economicamente organizadas possuem um fundo de reserva em dinheiro para cobrir seus planos, mas quem ainda não chegou nesse nível, precisa separar uma quantia que vai destinar para as férias.

Depois de saber o quanto pode investir, chegou o momento de escolher uma data, e isso é muito importante para que o viajante possa ter mais tranquilidade para aproveitar os dias, assim como seu acompanhante, se for o caso.

É desagradável ser interrompido durante uma viagem pelo chefe cobrando alguma coisa ou então descobrir que as férias não vão sair na data marcada.

Vários pontos precisam ser observados antes de definir o dia da viagem, assim, tudo fica mais fácil e dificilmente os imprevistos vão aparecer.

É depois de escolher a data que fica mais fácil escolher o destino, afinal, alguns lugares não compensam em certas épocas do ano.

Assim como as pessoas pesquisam sobre placa solar 400w preço para fazer um bom negócio, também precisam pesquisar passagens aéreas e isso depende muito do destino e da temporada.

Por exemplo, viajar para a praia durante o inverno é muito mais barato, mas pouco proveitoso. Agora, viajar para Europa durante o verão europeu é muito mais caro, porém muito mais interessante

Sabendo qual é o orçamento, a data da viagem e o destino, o viajante só precisa definir a duração de sua viagem. É muito mais barato passar um mês na praia do que um mês em outro país.

Além disso, o tempo de duração depende do orçamento disponível, data de viagem e do tipo de destino, afinal, visitar locais com temperaturas extremas pode ser extremamente difícil para quem não está acostumado, o que torna a viagem muito complicada.

Como se planejar financeiramente para uma viagem?

Depois de saber quais são os elementos mais importantes para planejar uma viagem, chegou o momento de saber como se organizar financeiramente, e algumas dicas são:

Economizar

O primeiro passo para fazer uma viagem agradável e tranquila é economizar, ou seja, ter um dinheiro guardado para conseguir visitar lugares diferentes.

A organização financeira é importante para tudo na vida, por exemplo, para construir uma piscina de alvenaria suspensa em casa. Com as viagens é a mesma coisa, independentemente de ser um destino nacional ou internacional.

É importante anotar toda a renda mensal, incluindo os gastos habituais, pois mesmo que pareçam muito pequenos, juntos eles fazem muita diferença no fim do mês.

Depois de reunir todos os dados, chegou o momento de verificar qual tipo de gasto pode ser cortado e como começar a poupar dinheiro. Quem quer um rendimento um pouco maior pode procurar algum tipo de investimento, como o CDB de liquidez diária.

Agora, para apenas guardar dinheiro, uma poupança é o suficiente, desde que a pessoa tenha disciplina de fazer os depósitos mensalmente.

Analisar os custos

Não importa o que uma pessoa deseja adquirir, independentemente de ser uma viagem ou pagar por um laudo de transferência Detran, fazer uma pesquisa para encontrar os melhores preços é essencial.

No que diz respeito às viagens, existem vários fatores que precisam ser considerados, como passagem, hospedagem, alimentação, ingressos de eventos, museus, entre outros.

Não é necessário pagar exatamente tudo o que será gasto na viagem à vista, mas eliminar o grosso dessa forma, como passagens e hospedagem, já ajuda muito no momento de economizar.

Os valores vão depender muito do destino, pois as viagens podem ser mais simples ou mais luxuosas. O mais importante nisso tudo é ser realista e escolher alguma coisa de acordo com o padrão de vida.

Usar as milhas

Pessoas que usam muito o cartão de crédito podem aproveitar os programas de fidelidade e trocar os pontos acumulados por milhas aéreas.

As empresas, como uma fabricante de relé de proteção Siemens, criam promoções para atrair os clientes e o cartão de crédito faz a mesma coisa com o programa de milhas.

É uma forma de bancar boa parte das despesas, como no caso de passagens aéreas e aluguel de veículos, o que alivia muito o cartão de crédito e o dinheiro reservado.

Controlar as compras

Geralmente, as pessoas fazem compras antes e durante a viagem. Dependendo do lugar onde vão visitar, por exemplo, regiões muito frias, precisam providenciar roupas adequadas.

Quando chegam ao destino, passeiam pelos lugares e gostam de fazer suas compras, só que quem não tem limite acaba entrando em um pesadelo.

Não se pode gastar desmedidamente, afinal, depois que a viagem acaba, a realidade volta e aquele mundo de contas aparece.

Ser prudente com o cartão de crédito

O cartão de crédito é um dinheiro que a pessoa pensa que tem, mas na verdade não tem, e o risco é ainda maior em viagens no exterior. O valor de tudo o que é comprado fica muito mais alto e quando a fatura chega, o desespero bate.

É muito bom ter cartão internacional e isso ajuda muito na viagem, mas precisa ser usado com parcimônia. Isso porque, depois da viagem, outras necessidades aparecem, por exemplo, comprar bateria de gel estacionária.

A importância de uma viagem

Viajar é algo muito importante para qualquer pessoa, independentemente da distância ou do destino. Para se ter uma ideia, é capaz de fazer com que o viajante se sinta mais jovem e mais saudável.

De acordo com um estudo realizado nos Estados Unidos, homens que não tiram férias tem 30% mais chances de ataque cardíaco. Por outro lado, 89% dos viajantes percebem uma queda considerável nos níveis de estresse.

No dia a dia, as pessoas precisam cumprir suas responsabilidades, por exemplo, o funcionário de um fabricante de resistência de forno industrial, que precisa estar na empresa sempre no horário certo.

É durante as férias e as viagens que as pessoas descansam, saem da rotina e conseguem tranquilizar o corpo e a mente. Mas além de cuidar da saúde física, viajar também diminui os riscos de depressão.

Quando uma pessoa viaja, aumenta suas lembranças positivas e o corpo começa a produzir hormônios, como a endorfina, que traz sensação de felicidade.

Expor se ao sol também é muito importante e muito comum quando as pessoas viajam. Além disso, concretizar uma viagem que vem sendo planejada há um bom tempo libera dopamina.

É o mesmo sentimento de satisfação que uma pessoa tem quando conclui um projeto de banheiro planejado com nicho na reforma da casa, quando se forma na faculdade, entre outras situações benéficas e positivas.

Outros benefícios de viajar é aumentar a criatividade e ser uma pessoa mais resiliente no dia a dia. Sem falar que quem viaja, aumenta seu nível cultural e consegue expandir o próprio raciocínio.

Considerações finais

Viajar é muito bom e dificilmente alguém vai falar que não gosta de fazer isso, mas algumas pessoas evitam porque sabem que vão se endividar ou simplesmente porque não têm dinheiro.

Com o planejamento financeiro adequado, fica muito mais fácil superar essas dificuldades e conhecer lugares incríveis mundo afora.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.